Добро пожаловать
Вход

SEGUNDA TERRA É DESCOBERTA NOS DADOS ANTIGOS DO KEPLER | SPACE TODAY TV EP2184

Спасибо! Поделитесь с друзьями!

URL

Вам не понравилось видео. Спасибо за то что поделились своим мнением!

К сожалению, только зарегистрированные пользователи могут создавать списки воспроизведения.
URL


Добавлено от Admin В Фантастика про космос
24 Просмотры

Описание

ENTRE NO GRUPO VIP DO SPACE TODAY PARA VOCÊ TER ACESSO A PROMOÇÃO ESPACIAL E ESPECIAL DE QUARENTENA, ESTOU ESPERANDO VOCÊ!!!

https://spacetoday.com.br/grupovip2

--------------------------------------------------------------------------

Uma missão espacial acaba, mas nunca termina, acho que vou adotar isso como um mantra aqui do canal.

Uma dessas missões é a missão Kepler da NASA.

A grande caçadora de exoplanetas, já foi encerrada, mas a quantidade de dados que ela adquiriu é tão grande e tão complexa que tem pelo menos umas duas vidas aí para poder analisar tudo.

E reavaliar também.

Quando os dados da missão Kepler começaram a chegar, os cientistas desenvolveram um algoritmo para analisar a grande quantidade de informações.

O algoritmo era capaz de analisar a queda de luz das estrelas e determinar o que era um exoplaneta ou o que eram outros efeitos quaisquer.

Assim, em 12% dos dados ele identificou exoplanetas.

As outras detecções eram chamadas de falso positivo.

E eram tantas que foi preciso criar um grupo para analisar essas informações novamente.

E foi fazendo esse trabalho de análise dos falsos positivos que o grupo de pesquisadores envolvidos nessa busca fez uma descoberta impressionante.

Os astrônomos descobriram entre os falsos positivos do Kepler, um exoplaneta que é quase uma segunda Terra.

O exoplaneta se chama Kepler-1649c, ele está localizado a 300 anos-luz de distância da Terra.

O exoplaneta tem 1.06 vezes o tamanho da Terra, e recebe o equivalente a 75% da quantidade de luz que a Terra recebe do Sol.

A temperatura de equilíbrio do exoplaneta é de -39 graus Celsius, ou seja, daria para viver ali, bem.

Ele está localizado na zona habitável da sua estrela.

Ele orbita sua estrela que é uma anã vermelha a cada 19.5 dias terrestres.

O sistema é multiplanetário, ou seja, tem outro planeta rochoso, localizado à metade da distância do Kepler-1649c, muito similar a Vênus.

E no sistema pode ser ainda que exista outro exoplaneta.

Pouco se sabe sobre ele, principalmente se tem ou não uma atmosfera, de modo que se tiver, isso pode influenciar a temperatura no planeta e ele ficar mais quente e melhor para viver.

Esse planeta é muito especial.

Existem outros exoplanetas, parecidos com a Terra em tamanho, o TRAPPIST-1f e o Teagarden c, e existem outros com temperatura parecida com a da Terra, o TRAPPIST-1d e o TOI 700d.

Mas o Kepler-1649c é o único que se ajusta a essas duas propriedades, isso faz desse exoplaneta, o exoplaneta mais parecido com a Terra encontrado até o momento.

E o mais interessante, ele foi descoberto analisando os falsos positivos do Kepler.

Se só 12% foram identificados como exoplanetas, imaginem a quantidade de exoplanetas não identificados que ainda existem ali nos dados do Kepler.

Será que a Terra 2.0 está ali escondida?

Fontes:

https://www.nasa.gov/press-release/earth-size-habitable-zone-planet-found-hidden-in-early-nasa-kepler-data

#EXOPLANET #SECONDEARTH #SPACETODAY

Написать комментарий

Комментарии

Комментариев нет.
RSS

Карта сайта и Video sitemap
Яндекс.Метрика